Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

A verdade sobre os cabelos
em: Estética e Beleza
28/04/2014 09:00
O Tá na Mão ouviu um especialista para desmistificar – ou não – conceitos antigos sobre os cuidados com os cabelos. Pós-graduado em dermatologia, Dr. Adriano Almeida, é também estudioso em tricologia (ramo da medicina que trata dos pelos ou cabelos) e diretor da Sociedade Brasileira do Cabelo.

Neste artigo, ele esclarece quais máximas têm fundamento e quais são pura lenda, proliferadas por gerações.

• Dormir com os cabelos molhados apodrece a raiz.
Lenda. O couro cabeludo não absorve a umidade, portanto não há dano estrutural. O hábito pode, contudo, favorecer o surgimento de caspa.

+ As causas da queda capilar
Dicas de tratamentos caseiros para deixar os cabelos mais bonitos
+ Cortes que valorizam o seu rosto

• Lavar o cabelo diariamente danifica o cabelo.
É fato. A lavagem diária remove a camada de gordura que tem a função de proteger a estrutura do fio. O ideal é alternar os dias.

• Água muito quente estraga o cabelo.
É fato. Além de favorecer o surgimento de seborreia ou caspa, a água quente resseca por também remover a camada de gordura. De acordo com Dr. Almeida, a temperatura ideal é até 22º C.

• Uso de boné desencadeia calvície.
Lenda. Não é o uso de boné que provoca a calvície, que tem entre suas causas fatores genéticos e outros problemas de saúde. No entanto, usar boné ou chapéu por tempo prolongado, principalmente após ter lavado o cabelo, pode acarretar caspa.

• Dieta alimentar pode desencadear queda de cabelo.
É fato. Assim como cirurgias e outros traumas. Mas é uma queda esporádica, não ligada à calvície.

• Arrancar um fio de cabelo branco faz nascer dois.
Lenda. O processo de embranquecimento, quando o cabelo começa a perder sua pigmentação, é gradativo e natural.

• Químicas, como tinturas, alisamento, etc., alteram a estrutura, tornando o cabelo mais grosso.
Lenda. O tipo do cabelo é determinado por fatores genéticos, inerente ao uso de procedimentos externos. O que pode ocorrer, de acordo com o especialista, é a quebra do fio, causando ressecamento e perda de brilho. “A química não age no bulbo capilar (raiz). Portanto, também não provoca queda, nem calvície, e sim quebra”, explica o dermatologista.

• O crescimento dos cabelos é influenciado pelas fases da Lua.
Lenda. Relaciona-se, erroneamente, a influência das fases da lua nas marés e no plantio agrícola. Mas não há nenhum fundamento na crença de que cortar o cabelo na lua crescente acelera o crescimento.

• Cortar as pontas acelera o crescimento.
Lenda. Mais uma vez, o mito surgiu de uma correlação equívoca, neste caso com a poda das plantas. Diferente dos vegetais, o crescimento do fio parte da raiz. O corte regular de pontas, contudo, ajuda no aspecto geral por retirar pontas danificadas. Nenhum fator externo, como o acréscimo de anticoncepcionais ou ampolas de vitamina no xampu fará diferença para o crescimento.

• Prender o cabelo com elástico faz o cabelo crescer mais rápido.
Lenda. Os elásticos, mesmos os encapados, podem quebrar o fio.

• O cabelo cresce 1 cm por mês.
É fato. “Em pessoas bem nutridas e saudáveis a média de crescimento é de 1 cm ao mês”, atesta dr. Adriano Almeida. Fatores hormonais e doenças diversas, como alteração da tireoide, etc., podem, todavia, alterar esta estimativa para mais ou menos.

• Uso de secador e/ou prancha detona com o cabelo.
Depende. Segundo o especialista, o secador pode ser utilizado sem problemas, até diariamente, desde que fique a 20 cm de distância do cabelo, de preferência com uso de fluídos ou cremes termoativados. Já a “chapinha”, deve ser reservada para ocasiões especiais e aplicada nos fios devidamente secos e protegidos por cosmético adequado.

• O xampu perde o efeito com o tempo.
É fato. Dr. Almeida explica que o uso contínuo de uma mesma fórmula de xampu e condicionador faz com que os fios não reajam mais à carga elétrica. “É importante optar por xampus adequados para o tipo de cabelo e realizar um rodízio. Produto antirresíduo deve ser utilizado a cada 15 dias em cabelos normais e oleosos e a cada três semanas em cabelos com química”, orienta.

Imagem: © Prodakszyn - Fotolia.com
x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário