Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

Parabéns!
em: Datas Especiais
17/06/2014 09:10
 Tem quem adore, tem quem deteste. Comemorar aniversário não é unanimidade, mas é hábito em praticamente todo o mundo. Conheça um pouco mais sobre essa inevitável tradição.

A palavra aniversário tem origem etimológica no idioma latim, significando “o que volta”. Remetendo-se à repetição de dia e mês de acontecimentos importantes, como os nascimentos, a comemoração não tem origem religiosa e algumas crenças não a recomendam. Em nossa cultura, é marcada por festas e presentes.
A celebração começou por volta de 3.000 a.C. no Egito antigo. Gregos e romanos adotaram a tradição para homenagear o deus aniversariante do dia do nascimento de cada um. Em Roma, era chamada de dies sollemnis natalis.
Inicialmente a festa era privilégio de faraós, imperadores e deuses, estendendo-se aos demais com o passar do tempo. Logo, surgiram os costumes até hoje marcantes como velas, bolos e o “Parabéns a você”.
A prática já foi repudiada pela Igreja Católica por basear-se em rituais pagãos. A partir da introdução do aniversário de Cristo, o Natal, o costume foi revalidado.

+ Como escolher o bolo perfeito para a festa?
+ Sugestões de lembrancinhas para todos os tipos de festa
+ Capriche na escolha do buffet

Bolos e velas
Foram os gregos os responsáveis pela deliciosa tradição de comemorar com bolo. Inicialmente, a guloseima era feita de mel e pão – em formato redondo representando a lua – e iluminados com velas. O prato era oferecido à deusa da fertilidade Ártemis, postado nos altares do templo no dia de seu aniversário.
O hábito foi reativado na Idade Média, na Alemanha, onde as crianças eram acordadas com o bolo. As velas, já acesas, vinham sempre em número maior do que os anos comemorados: uma a mais para dar sorte.
Lendas mistificaram os símbolos: há quem diga que se o bolo murchar ainda no forno é má sorte no ano seguinte. Houve tempo, ainda, em que moedas e joias eram acrescentadas à massa para presentear os convidados, um presságio de riqueza e felicidade para quem as recebesse em suas fatias.
Outra guloseima que não pode faltar nas festas de aniversários é o brigadeiro. Invenção nacional, a delícia tornou-se conhecida pelo nome da patente da aeronáutica ao ser utilizada para levantar fundos para a campanha do Brigadeiro Eduardo Gomes, na eleição presidencial de 1945.

Parabéns pra você
A tradicional canção é originada da melodia de Good Morning To All (Bom dia a todos), de Preston Ware Orem, de 1893, registrada oficialmente em 1935.
A letra mais conhecida no Brasil – “Parabéns a você / Nesta data querida / Muita felicidade / Muitos anos de vida” – foi criada pela paulista Bertha Celeste Homem de Mello para um concurso da rádio Tupi de 1942.

Presentes e cartões

Afastar os maus espíritos era o objetivo da tradição de presentear, surgida no Egito e em Roma, na Idade Antiga. Conta-se que na Idade Média, na Alemanha, existia um símbolo parecido com o Papai Noel para distribuir o presente.
Já os cartões surgiram na Inglaterra, no início do século XX. Eram utilizados como pedido de desculpas por quem não podia visitar o aniversariante na data.

Aniversários nos quatro cantos do globo
• Coreia: antigamente eram feitas duas festas no primeiro ano. Uma para festejar a sobrevivência da criança, já que a taxa de mortalidade era muito alta. A outra, denominada Tol incluía comida, orações aos deuses, presentes e o famoso “teste de carreira para bebês”, tradição mantida até os dias de hoje que consiste em apresentar à criança objetos como lápis e papel, dinheiro, arroz, arma, entre outros. O que ele escolher corresponde a sua futura profissão.
• Egito atual: a cultura gastronômica inclui, além de bolos, pratos como biscoitos, bolinhos chamados gateaux e pequenos sanduíches, tudo servido ao mesmo tempo. A decoração é caprichada, formada por flores, frutas e guirlandas de papel parecidas com flocos de neve, penduradas na área exterior da casa, que significam vida e crescimento. Não falta animação com muita música e dança.
• Finlândia: hasteia-se a bandeira do país na casa e o aniversariante ganha um completo café da manhã bem familiar.
• México, Chile, Cuba e El Salvador: é tradição a hora da pinãta (um vaso de barro com balas). A divertida brincadeira acontece ao som de cantigas folclóricas com o aniversariante, de olhos vendados, tentando quebrar o objeto.
• Rússia, Sérvia, Bulgária e Grécia: há festa também no dia da santa padroeira do nome das meninas.
• Tailândia: uma bela tradição reza que se deve agradecer a vida e praticar boas ações. Em vez da festa, o aniversariante entrega alimentos a monges budistas.
• Vietnã: não há comemoração individual, mas sim coletiva, na passagem de ano.

Diga “feliz aniversário”…
• Em inglês:
 Happy birthday
• Em francês: Joyeux anniversaire
• Em italiano: Felice anniversario
• Em espanhol: Feliz cumplaeaños
• Em alemão: Herzlichen glückwunsch ou Zum geburtstag
• Em hebraico: Iom uledet sameach
• Em holandês: Een gelukkige verjaardag ou Wel gefeliciteerd

Imagem: © Wildcat - Fotolia.com 
x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário