Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

Em forma, sem perigo
em: Mexendo com o Corpo
15/10/2014 09:00
Como bem alerta o dito popular, não vale ‘cobrir um santo e descobrir outro’. Para se beneficiar da prática de atividade física e evitar problemas, muitas vezes sérios, é imprescindível passar por prévia avaliação médica.

Com a saúde, não vale improvisar. Descobrir tarde um problema preexistente, via de regra, potencializa as consequências. É assim com males desencadeados por prática não adequada exercícios físicos: lesões musculares, articulares, entre outros problemas ortopédicos, além de doenças cardiovasculares que podem até culminar em morte súbita.
Somente após avaliação médica, é possível iniciar a prática regular de exercícios, de caráter competitivo ou não, com segurança.
O exame tem por objetivo analisar o estado geral de saúde do praticante, detectando previamente condições de risco; bem como conhecer os limites do atleta. Por isso, deve ser realizado por crianças, jovens, adultos e idosos.
Na Europa e nos EUA, a avaliação é obrigatória.

+ Musculação na medida certa

+ Exercitando-se com aeróbicos
+ Entendendo a musculação

Melhor performance
Também por meio da avaliação, é possível traçar metas para o programa, considerando os objetivos da prática do esporte, que pode iniciar de forma leve e evoluir com segurança. O médico pode indicar, ainda, a modalidade ou prática mais adequada para o paciente, levando em conta idade, sexo, lesões anteriores e demais condições.
Além de essencial para a boa saúde, o acompanhamento clínico deve contribuir para melhora da performance do praticante. O teste cardiopulmunoar, por exemplo, é capaz de definir com alta precisão a capacidade física, por meio da medição do consumo de oxigênio. O indicador é um referencial importante para medir e aprimorar o desempenho.
Assim, o exame médico deve ocorrer regularmente, e não apenas antes de iniciar a prática de atividade física em academias, clubes, etc. A periodicidade deve ser indicada pelo próprio médico, que avaliará fatores como idade, riscos, tipo de atividade, objetivos, etc.

Exames
A Avaliação Pré-Participação (APP) ocorre por meio de consulta médica e exames.
· Homens com menos de 35 anos e mulheres com menos de 45, sem fatores de risco: avaliação clínica e eletrocardiograma;
· Homens com mais de 35 anos, mulheres acima dos 45 e atletas com fatores de risco cardiovascular: exame clínico, eletrocardiograma e teste de esforço.
· Para medir capacidade funcional, deve ser realizado teste cardiopulmonar de exercício, a ergoespirometria, que medirá o consumo de oxigênio.
Protocolos internacionais prevêem que a avaliação inicial inclua, além da avaliação clínica e exames habituais, o levantamento de histórico médico pessoal e familiar. O médico pode solicitar dosagens de glicose e colesterol, entre outros.

Imagem: © ag visuell - Fotolia.com 
x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário