Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

Delícias Árabes
em: Comendo Fora
01/12/2014 09:00
“Comer bem dignifica a existência”. Filosoficamente embasada neste lema, a gastronomia árabe promove uma rica e nutritiva variedade de pratos. Especiarias, grãos, carnes e verduras compõem pratos de sabor marcante.

Originada dos costumes e necessidades das civilizações que povoaram a região da Mesopotâmia, a culinária que conhecemos como árabe é, na verdade, um apanhado de diversas culturas gastronômicas de regiões que vão do Iraque ao Marrocos. Com pratos de origem libanesa, egípcia e de outras nações, a comida árabe tem a combinação saborosamente bem sucedida pela presença de especiarias, frutas secas, verduras frescas, grãos, nozes, carnes e azeite.
De preparação geralmente ágil e prática, com ingredientes também facilmente encontrados, os pratos podem ser preparados mesmo por quem não costuma dedicar muitas horas à cozinha.

+ Gastronomia mexicana
+ Conheça alguns temperos
+ A história da feijoada

Nutritivo e variado
Assada ou guisada, a carne de carneiro bem temperada e, geralmente recheada, é a mais consumida. Cabrito, galinha e peru também são muito utilizados. Em regiões litorâneas, consome-se muito peixe, com destaque para o salmonete, o peixe-espada e a sardinha. A preparação é, preferencialmente, marinada.
Já a carne de porco é proibida pela religião muçulmana, o que a tornou raramente consumida nas regiões, mesmo por cristãos.
Os grãos são abundantes nos pratos. O trigo é base de uma série de preparações, assim como lentilha, ervilha, fava, grão-de-bico e arroz.
Para recheados, são bastante apreciadas as verduras e legumes (abobrinha, repolho, folha de videira ou de parra, acelga, tomate, pimentão e berinjela). São também muito consumidos em conservas (kabee ou torshi), geralmente servidos como entradas.
Equilibrada e saudável, a culinária árabe utiliza ainda frutas, como uvas, figos, romãs, ameixas, damascos, amêndoas, pistaches, avelãs, pinhões, tâmaras, azeitonas, goiabas, mangas, laranjas, bananas, abacates e melões. In natura, secas ou cristalizadas são ingredientes que não podem faltar em doces diversos, bolos, pudins, geléias, saladas e até ensopados.
O toque peculiar do sabor dos pratos vem das especiarias e das ervas. São diversas as possibilidades, sendo as mais comumente utilizadas a semente de anis, alcaravia, cravo-da-índia, cominho, gengibre, sumagre, noz-moscada, semente de gergelim, alho, cebola, snubar e pimenta-da-jamaica. Entre as ervas, são muito populares manjericão, coentro, funcho, manjerona, hortelã, salsa, alecrim, salva, açafrão e cardamomo.
Também característicos dos pratos, os molhos contribuem para o sabor único da culinária árabe. Costumam ser preparados a partir de óleo de oliva, suco de limão, salsa, alho e tahine (pasta feita de sementes de gergelim) e laban (um iogurte ralo temperado com menta, cebola ou alho).
Ainda é tradicional a degustação de laticínios, principalmente iogurte e queijo branco.

Arroz com lentilha (Mjadra)
Ingredientes: 1 xícara (chá) de arroz, 2 xícaras (chá) de lentilha, 1 xícara (chá) de óleo, 2 cebolas grandes picadas, 7 xícaras (chá) de água, sal, 1 dente de alho.
Modo de preparo: Cozinhe a lentilha lavada previamente. Frite metade da cebola e reserve. Refogue a cebola restante com o alho, junte a lentilha cozida e o sal. Acrescente o arroz e a água e cozinhe em fogo baixo, sem mexer. Decore com a cebola reservada.
Outros pratos tradicionais: quibe assado, homus com tahine, tabule, esfiha, kafta, coalhada, charuto de repolho, pão sírio, berinjela recheada (batinger mehchie).
Você encontra outras receitas no site www.tendarabe.com.

Imagem:  © Rafael Ben-Ari
x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário