Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

Câncer de pele
em: Especialidades
27/02/2015 09:00
Nada mais gostoso do que aproveitar a praia, o mar e o calor mas, para que o verão termine bem, alguns cuidados são indispensáveis.
 
Até a algum tempo, a incidência do câncer de pele era maior em pessoas com mais de 40 anos de idade, hoje suas vítimas já se encontram na faixa dos 25 anos. Associado à exposição dos raios ultravioleta e fatores genéticos, esse tipo de câncer pode ser detectado por alterações na forma e na cor de pintas ou manchas ou aparecer como um machucado que sangra ou não cicatriza. As lesões geralmente não doem, nem coçam, por isso é necessário que você examine periodicamente a sua pele e, ao notar algum sintoma, consulte um dermatologista.

A exposição ao sol em excesso é responsável por um tipo de tumor denominado melanoma, constituído de células pigmentadas por melanina. Apesar de ser uma doença bastante agressiva, apresenta altas taxas de cura se tratada precocemente. O melanoma pode aparecer em qualquer lugar do corpo, inclusive órgãos genitais, boca e garganta. Esses dois últimos casos são bastante comuns em fumantes ou pessoas habituadas a ingerir grande quantidade de bebida alcóolica.

O câncer de pele pode atingir qualquer indivíduo, mas aqueles que têm parentes próximos que já desenvolveram a doença, assim como aqueles que ficam vermelhos com facilidade e os com pele, olhos e cabelos claros precisam de mais cuidado.

O crescimento do buraco na camada de ozônio tornou ainda mais perigosa à exposição ao sol. Por isso, o uso do filtro ou bloqueador, com fator de proteção adequado às suas características, torna-se indispensável. O filtro deve ser aplicado no mínimo 30 minutos antes da exposição ao sol para melhor penetração do produto e a reaplicação deve ser feita a cada duas horas, depois do banho de mar ou piscina ou quando praticar atividades que causem transpiração excessiva. Mesmo na cidade, não se deve dispensar seu uso, principalmente no rosto, braços e mãos. Apesar de muitos cosméticos e maquilagens já possuírem esse componente em sua fórmula, nem sempre o fator de proteção é adequado e atende a todas as necessidades.

A exposição da pele ao sol deve ser progressiva, sobretudo nos primeiros dias. Para obter um bronzeado saudável, o ideal é começar com quinze minutos diários e nos horários em que os raios solares são menos nocivos (até as 10h e depois das 16h).

Além de câncer de pele, tomar sol sem proteção contribui para o envelhecimento precoce e o aparecimento de manchas na pele.

Imagem: © Damian Gretka
x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário