Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

Viagem aérea tem regras para bagagem
em: Lazer e Cultura
02/03/2015 11:30
Antes de arrumar as malas, confira as normas da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) sobre bagagens em viagem aérea.

Limites

Em voos nacionais, cada passageiro adulto pode despachar duas malas, totalizando 23 kg. Voos regionais, realizados em aviões com capacidade para 20 passageiros, têm limite estabelecido em 10 kg.

O teto de 32 kg para adulto ou criança – com assento reservado – em duas malas vale para viagens internacionais com destino ou origem na Europa, no Canadá, Estados Unidos e territórios americanos ou entre o Brasil e Ásia – via Oceano Pacífico–; África do Sul; Hong Kong e Bangkok – via África do Sul ou em voos diretos.

Ultrapassar os limites implica pagamentos de taxas extras.
A bagagem de mão, levada pelo próprio passageiro, pode pesar até 5 kg em vôos domésticos. Deve ter a soma de dimensões (comprimento, largura e altura) de até 115 centímetros. Para voos internacionais, as regras são estipulados pela companhia aérea.

Recomenda-se que nela sejam transportados bens de valor, como computador e demais equipamentos eletrônicos, papéis negociáveis, além de documentos, chaves, dinheiro,remédios e outros objetos frágeis ou importantes.

Bagagem proibida
Não é permitido, seja na bagagem de mão, seja na despachada, transportar:
· dispositivos de alarme;
· explosivos, cartuchos vazios, munições, material pirotécnico, armas de caça, armas portáteis e fogos de artifício;
· gases inflamáveis, não inflamáveis e venenosos;
· líquidos inflamáveis usados como combustível para isqueiros, aquecimento ou outras aplicações;
· sólidos inflamáveis, como fósforo e artigos de fácil ignição;
· substância de combustão espontânea;
· substância que, em contato com a água, emita gases inflamáveis;
· materiais oxidantes, como pó de cal, descorantes químicos e peróxidos;
· substâncias venenosas e infecciosas, como arsênio, cianidas, inseticidas e desfolhantes;
· materiais radioativos e corrosivos, como mercúrio, ácidos, alcalóides e baterias com líquido corrosivo;
· materiais magnéticos;
· agentes biológicos;
· produtos perecíveis contendo gelo em barras ou cubos soltos no interior da embalagem;
· quaisquer tipos de tinta, inclusive serigráfica.

Tesoura, canivete e alicate não podem ser levados na mala de mão, assim como água, refrigerante, cremes e xampus em frascos de mais de 100 ml.

Extravio ou dano de bagagem
Ao ter a mala extraviada ou notar sinais de dano ou violação da bagagem, é necessário comunicar, de imediato, a empresa aérea e preencher o Registro de Irregularidade de Bagagem (RIB).

O passageiro pode, também, notificar o Departamento de Aviação Civil (DAC), por meio das Seções de Aviação Civil (SACs) existentes nos aeroportos.

Para ter direito a ressarcimento total é preciso declarar os valores da bagagem, pagando uma taxa suplementar e informando os itens nela inclusos. Jóias, papéis negociáveis e dinheiro não são aceitos na declaração.

Sem a declaração de valores, a indenização é limitada, com valores diferenciados em vôos internacionais ou nacionais, que seguem o Código Brasileiro de Aeronáutica.

Vale lembrar
· Toda a bagagem deve ser etiquetada com informações como nome, telefone e local de destino. Também é recomendado fechar as malar com cadeados.
· Ao arrumar a mala, antes da viagem, lembre-se de que a bagagem de volta costuma ser reforçada com compras diversas. Então, reserve um espaço para não ter dificuldade de ajeitar os pertences na volta – e pagar por isto.
· Não economize nos questionamentos com a empresa aérea. Tire todas as dúvidas sobre a bagagem para evitar um grande transtorno que pode estragar o passeio.  
x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário