Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

Quem casa quer festa
em: Festas
17/04/2015 09:00
 Igreja, bufê, salão, música, floresfotos, convites, lembranças, comes e bebes. São tantas as tarefas relacionadas à cerimônia e à festa... Então, vamos por partes.

"Terceirizando" a preparação
Tempo e estresse podem ser poupados com a contratação de um profissional bastante em voga, o planejador de casamentos. Incumbido de cuidar de cada mínimo detalhe, o profissional organiza e planeja cada passo, sugere, contata e avalia os fornecedores, além de se preocupar com o devido cumprimento de prazos e serviços em geral.
O organizador pode contribuir muito com sua experiência, mas a decisão final sobre tudo, cabe, claro, aos noivos.
O organizador deve ser contratado com antecedência de um ano, ao menos. A convivência será extensa, então leve em conta, além da capacidade e referências, a empatia com quem deve ser o anjo da guarda da sua festa.
Também acerte, previamente e por contrato, a forma de pagamento do profissional. Mantenha uma comunicação objetiva e constante com ele para evitar mal-entendidos e surpresas.

Diagnóstico
Os preparativos devem começar pelo completo diagnóstico do que os noivos têm em mente e o quanto podem realizar.
O casal deve saber exatamente da verba de que dispõe para listar os convidados e definir o tipo de evento: pode ser um casamento intimista, apenas para amigos e familiares, ou uma festa de moderadas a grandes proporções.
A celebração pode ser tradicional ou seguir as novas tendências, pode até ser totalmente inovadora, com estilo único e original.

Convidados
Recomenda-se que a escolha e a encomenda dos convites ocorram com boa antecedência para não atrasar a entrega, que deve ser feita entre um ou dois meses antes do casamento. De bom tom é a entrega em mãos, ficando para envio pelo correio somente os convites de quem resida fora da cidade.
São inúmeros os modelos de convites. Podem ser de sofisticação extrema, confeccionados em tecidos nobres, como renda artesanal personalizada, ou criativos, em formato de pergaminho embalado em uma caixa estilo medieval, etc.
Muitos preferem o estilo descontraído, com caricatura dos noivos ou outros temas. O ideal é que já revele o estilo da festa.
Importante: o convite jamais deve ser enviado por e-mail. Outro erro crasso é chamar apenas uma parte dos convidados para a recepção.

Quem casa quer festa - parte II
Confira nossas dicas para planejar um casamento
A importância de um fotógrafo profissional para ocasiões especiais

As listas
É prática e usual a criação de uma lista com sugestões presentes. Entretanto, a divulgação não deve parecer intimidadora.
É importante que contenha grande diversidade de produtos, permitindo que o convidado opte pelo que pode - ou quer - presentear. Deixe-a disponível em mais de uma loja. É possível deixar a lista em sites de lojas, onde os produtos podem ser adquiridos também online.
A tecnologia da informação é interessante aliada também na divulgação elegante. O casal pode criar um blog ou site com mapa de localização, informações sobre trajes e outros itens, incluindo a indicação das listas de presentes.
Não é bem visto anexar um cartão da loja já no convite. Aguarde o convidado questionar e só então informe.

Local
Além da tradicional combinação templo religioso/salão de festas, o casamento pode ser celebrado em diferentes cenários.
Casar no campo, em um sítio ou chácara é sempre elegante. O cenário natural e o amplo espaço proporcionarão belas fotos. Lembre-se de escolher um local de acesso fácil e com estrutura, além de se precaver contra intempéries da natureza.
Alternativa que alia praticidade, infraestrutura e profissionalização é casar em um hotel. Acostumados a sediar eventos, muitos oferecem um pacote de serviços que, no todo, poder ser economicamente mais viável.
No hotel é concentrada a cerimônia religiosa e a recepção, além de dia da noiva e a lua de mel. Um bom antídoto contra correria, tensão e atrasos.
Pode-se, ainda, optar por clubes, pousadas, jardins ou casa de praia. Enfim, vale ousar. Pena que no Brasil não tenhamos castelos. Nem Las Vegas. Mas viajar é sempre uma boa ideia.

x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário