Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

Verde que te quero em casa
em: Decoração
04/05/2015 09:00
Cuidar de plantas é uma das mais agradáveis maneiras de integração com a natureza. Além do efeito decorativo na casa, que ganha vida e tem áreas valorizadas, ter plantas e flores é um prazer. Pode-se acompanhar seu desenvolvimento, curtir o perfume, a beleza e, acima de tudo, exercitar a sensibilidade.

Ambientes ornamentados com flores e plantas ganham vida, cor e sofisticação, são mais alegres e acolhedores. Seja em casa, no apartamento ou no escritório, é sempre possível aproveitar espaços perdidos e ter a natureza mais perto.


+ As cores no lar
+ O complexo mundo dos pisos
+ Dossiê dos pisos frios

Vasos e floreiras são bonitos objetos decorativos para áreas menores, varandas e terraços. Canteiros ou jardins podem embelezar tanto áreas externas como internas, com os charmosos jardins de inverno.

Dentro de casa, o segredo é optar por espécies resistentes às condições de luz e ventilação. Um exemplo: orquídeas, violetas, lírios e antúrios se desenvolvem bem sem receber diretamente a luz do sol, mas precisam de iluminação indireta. Já samambaias e avencas preferem ambientes úmidos e não devem receber luz direta.

Como todo ser vivo, plantas precisam de cuidados. Longe de ser tarefa árdua, a manutenção da flora residencial pode ser uma interessante terapia contra o estresse, um momento de reflexão e conexão à vida natural. Quem mantém o hábito confirma: o prazer é inegável.

Confira algumas dicas básicas para iniciar o hobby:
• Plantas de maior porte precisam ser trocadas para vasos maiores dois anos após serem adquiridas.
• Plantas de interior, na maioria dos casos, precisam ser apenas umedecidas a cada três dias. A exceção é a orquídea, que deve ter o prazo ampliado para uma semana (como pode ser visto aqui). Plantas alocadas externamente podem ser regadas duas vezes por semana.
• Excesso de irrigação é um problema. Folhas murchas ou amareladas e queda de flores indicam apodrecimento das raízes, causado por excesso de água. Umidade em demasia agrava, também, o apodrecimento gerado por doenças.
• A adubação deve ser feita trimestralmente, pois em exagero prejudica a planta. Indícios do problema: caules novos pendentes e depósitos brancos no lado externo de vasos de barro.
• Bordas de folhas escurecidas são sinais de correntes de ar frio ou sol em demasia. Manchas cinzentas na folhagem e no caule indicam umidade excessiva no inverno.

Convite aos pássaros
Outra vantagem de ter plantas em casa é poder atrair ao convívio os pássaros. Longe das gaiolas, os delicados visitantes agradecem e brindam os lares com seu canto e beleza.

• Pata-de-vaca, sete-léguas, ipê-amarelo e eritrina-candelabro são especialmente atrativas aos beija-flores.
• Caneleira, pau-pombo, araçá, magnólia-amarela, pequi, pitangueira e mamoeiro são um convite aos sabiás e vários outros pássaros.
• Pau-de-colher, leiteiro, café-bravo são apreciados por bem-te-vis.
• Graviola e sapoti fazem a festa de canários-da-terra.
• Embaúbas agradam diversos tipos de pássaros.

Boas energias
Místicos têm um motivo a mais para adotar o hobby. Segundo algumas crenças, plantas atraem bons fluidos e são fundamentais no equilíbrio energético do ambiente. Para garantir boa sorte e proteção, recomenda-se manter um vaso com as sete ervas (arruda, guiné, alecrim, comigo-ninguém-pode, espada de São Jorge, pimenteira e manjericão) na entrada da residência. Mas, cuidado: não deixe o vaso ao alcance de crianças e animais, pois a planta comigo-ninguém-pode é altamente tóxica.
Imagem: © pink candy - Fotolia.com  Matérias relacionadas: + Vocação Decorativa + O complexo mundo dos pisos + Lar Iluminado
x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário