Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

Direto para o mercado de trabalho
em: Complementar
19/05/2015 09:00
Qualificação profissional mais acessível e rápida. Parece milagre, mas é possível. Os cursos técnicos ou profissionalizantes há tempos são opções interessantes para quem almeja um lugar no mercado de trabalho.

Com duração que varia entre um ou dois anos e uma imensidão de possibilidades, os cursos técnicos têm como grande objetivo propiciar ingresso direto no mercado escolhido. Costumam focar diretamente as capacitações técnica e prática, o que estimula a continuidade e reduz o índice de desistência dos alunos.
São mais acessíveis do que faculdade – o preço varia muito de acordo com a região e o curso – e podem ser um degrau fundamental para a realização do curso superior. Além das escolas técnicas particulares, há também oferta de vagas na rede pública.
Optar por um curso técnico geralmente é uma boa saída para quem não tem profissão e deseja ingressar no mercado de trabalho. A alternativa traz benefícios também para profissionais que já atuam em determinadas áreas, mas não têm a qualificação adequada, ajudando o aprimoramento necessário para alavancar a carreira.
Outro atrativo é a possibilidade de ingressar em mercados em ascensão e expansão, pois alguns cursos são criados para atender a demanda de mão de obra especializada em setores que cresceram rapidamente e têm carência de profissionais.
Porém, é preciso ter consciência de que a formação superior ainda é a principal exigência do mercado para voos mais altos. Se deseja construir uma carreira sólida e obter salários mais altos, o ideal é complementar os estudos sempre, tanto com cursos complementares, quanto com graduação e pós-graduação. Além disso, o enfoque direcionado do curso profissionalizante não possibilita a formação generalista, que favorece o desenvolvimento de uma visão mais crítica e aprofundada, uma importante vantagem competitiva no mercado.

+ A era dos poliglotas
+ Exigências dos conhecimentos de informática
+ Aulas de reforço

Escolha corretamente

Além do nível técnico – oferecido em 155 modalidades e que pode ser frequentado por quem estiver cursando ou já concluiu o ensino médio – existem cursos de nível tecnológico. Esses possibilitam formação superior de graduação e acesso à pós-graduação, exigindo o ensino médio para ser efetuado.
Para não perder tempo nem dinheiro, é importante ponderar alguns fatores na escolha do curso. Considere sua aptidão para a área e conheça o campo de atuação e a rotina dos profissionais; avalie criteriosamente a instituição que frequentará, pesquise sobre o conceito no mercado e confira se o curso é certificado pelo Ministério da Educação (MEC).
É fundamental que a escola proporcione uma formação adequada, com profissionais gabaritados e de vasta experiência, além de ter um bom programa voltado à prática.

Em alta
Embora não deva ser o único fator na hora de optar por uma carreira, o mercado de trabalho deve ser analisado previamente para evitar falsas expectativas. As opções são inúmeras: agronegócios, telecomunicações, meio ambiente, artes, comunicação, comércio e serviços, negócios, indústria, construção civil, turismo, química e alimentos, saúde, informática e por aí vai.
Entre as novidades, um curso em alta e com boas perspectivas é o de Açúcar e Álcool, que atende demanda por mão de obra especializada no setor. Outro em ascensão é o de Logística, que possibilita inclusive bons salários.
Áreas mais tradicionais, como Mecânica Industrial, também estão em crescimento, enquanto os técnicos em Radiologia, Nutrição, Enfermagem e Contabilidade oferecem alta empregabilidade pela constante procura. Informática permanece na lista das profissões com muitas oportunidades, podendo abrir portas para trabalho com software ou manutenção de computadores, entre outros.

Imagem: © Tom Wang - Fotolia.com 
x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário