Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

Do que seu bebê precisa
em: Vestuário
22/06/2015 09:00
O bebê vem aí. Entre as várias providências e ações que envolvem a gravidez, é preciso preparar o enxoval.

Parece clichê, mas é sábio o conselho de que, como tudo na vida, deixar para a última hora não é bom negócio. Além das mudanças físicas da gravidez, a sobrecarga das demais tarefas vai estressar ainda mais a futura mamãe. Quanto antes começar a providenciar utensílios e roupas do neném, melhor.

Entre as recomendações básicas para montar um kit completo e útil, sem desperdiçar tempo e dinheiro, está o cuidado de não estocar muitas roupas. Prefira, inicialmente, comprar apenas algumas peças de tamanho recém-nascido e pequeno. Além dos presentes que o bebê vai ganhar de familiares e conhecidos ao nascer, criança cresce bem rapidamente e muita coisa pode ser perdida.
Para conforto e saúde do baby, adquira peças de algodão. Prefira, também itens confortáveis e práticos para manutenção. Antes de usar, lave tudo com sabão neutro ou sabão de coco, sem usar amaciantes no enxágue, pois o bebê pode ser alérgico ao produto.

+ Os sapatos certos para as crianças
+ Entendendo os símbolos das etiquetas
+ Como remover manchas de roupas


Economia

Pesquisar o preço é fundamental para não gastar mais do que pode. É possível, também, evitar gastos desnecessários. Afinal, o enxoval é apenas a ponta do iceberg das novas despesas que se iniciam com a chegada de um filho.

Considere, além da qualidade do produto, a flexibilidade das peças. Por exemplo: macacõezinhos e calças sem pé, ou com pés que “abrem e fecham”, poderão ser mais bem aproveitados, já que servem por mais tempo.

Boa pedida para adquirir as roupinhas são as liquidações de fim de estação. Mas tenha o cuidado de comprar peças maiores para serem usadas no ano seguinte.

É ambientalmente responsável reaproveitar roupas de filhos de familiares ou amigas. Muitos dos itens de enxoval acabam não sendo usados ou sendo vestidos apenas umas poucas vezes, permanecendo em estado praticamente novo. Vale, também, aproveitar brinquedos, cadeirão e ou outros equipamentos de segunda mão.

Ganhou e não gostou? Tente trocar. Se não tiver como, passe para frente. Guardar no armário, além de ocupar espaço, é ecologicamente incorreto em um mundo que precisa tanto do consumo consciente.

Sugestão de itens básicos

Para o quarto:
• 3 conjuntos de lençóis para o berço
• 2 protetores laterais de berço
• 1 travesseiro
• 1 manta
• 1 cobertor
• 1 mosquiteiro
• 2 colchas
• 1 abajur
• 1 berço
• 1 cômoda, que pode servir também como trocador
 
Passeios:
• 1 carrinho com moisés
• 1 bebê conforto
• 2 bolsas (1 pequena e 1 grande com trocador)

Troca e banho:

• Creme para prevenção de assaduras
• Fita adesiva
• 1 caixa de cotonete
• 1 escova
• 1 pente
• 1 tesourinha
• 1 garrafa de álcool 70%
• 2 pacotes de algodão
• 1 pote de lenços umedecidos
• 1 sabonete neutro
• 1 xampu
• 1 banheira
• 1 dúzia de fraldas de pano
• 8 pacotes de fraldas descartáveis (pequeno)
• 8 pacotes de fraldas descartáveis (médio)
• 2 toalhas felpudas com capuz
• 4 toalhas de fralda

Alimentação:

• 1 cadeirão
• 1 jogo de prato
• 1 jogo de talheres para bebê
• 2 chupetas RN
• 2 mamadeiras
• 1 escova de lavar mamadeiras

Vestuário:

• 6 conjuntinhos de camiseta, casaquinho e calça.
• 4 macacões curtos e 6 compridos.
• 4 casacos de malha fina ou linha
• 8 pares de meia.
• 4 babadores
• Se nascer no inverno: 1 touca e 4 casaquinhos de lã e mais alguns macacões compridos.
• Se nascer no verão: 5 macacões de sol

Malinha da maternidade

A mala do bebê deve conter 3 conjuntos completos de calça, camisa de manga e meia; 1 conjunto completo para a saída da maternidade; 1 manta; 1 pacote de fralda descartável; pente ou escova de cabelo; chupeta e 3 fraldas de pano.

Imagem: © Pavel - Fotolia.com
x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário