Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

Vai-se o café e ficam as cápsulas
em: Equipamentos e Utensílios Domésticos
27/11/2015 17:14
Aprenda como descartar corretamente os resíduos do produto.
Por muito tempo, tomar um bom espresso era motivo para um passeio. Hoje, com a possibilidade de preparar o típico café italiano dentro de sua própria casa, quem quiser sair tem de arrumar outra desculpa. 

+ Cuide de seu eletrodoméstico
+ Importância do manual de instruções
+ Direito de escolha
 
Introduzidas no Brasil em meados dos anos 90, as cafeteiras espresso que utilizam cápsulas conquistaram a afeição dos amantes da bebida por aqui. Atualmente com preços mais acessíveis, essas máquinas abriram espaço para um novo mercado de consumo de café no país.
Segundo uma pesquisa realizada pela Consultoria Nielsen, para a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), divulgada no jornal Valor Econômico de 11 de dezembro de 2014, o volume de cápsulas de café comercializadas no Brasil cresceu 52,4% no período de novembro de 2013 até outubro de 2014, em comparação com os doze meses anteriores.
Esse aumento de consumo traz uma nova preocupação: como descartar corretamente os refis? Feitas em plástico ou alumínio, as cápsulas são 100% recicláveis e com estrutura própria para o descarte ambientalmente responsável. 
Na Europa, a modalidade cápsula representa 30% do café consumido, existindo leis que responsabilizam as empresas a recolherem e reciclarem o material utilizado. No Brasil, como a Política Nacional de Resíduos Sólidos é muito recente (entrou em vigor em agosto de 2014), a logística reversa para os cafés em doses individuais ainda não foi estabelecida.
Procuradas, as marcas que comercializam estes itens no mercado nacional manifestaram-se sobre as ações implantadas para conscientização de seus consumidores.
De acordo com a assessoria de imprensa da Nespresso (Nestlé), a marca é a única no país a disponibilizar totens/escotilhas em todas as boutiques ou lojas parceiras a fim de recolher os produtos usados e dar-lhes a destinação correta. A assessoria admite, contudo, que o envolvimento dos clientes com esta prática ainda é muito pequeno. Dessa forma, embora sejam recicláveis, as cápsulas não são recicladas.
Marcas como a Nescafé Dolce Gusto (Nestlé), L’OR Espresso (Café do Ponto) e a Tres (3 Corações) não realizam a coleta dos produtos consumidos, mas orientam o consumidor a despejar os resíduos orgânicos (o pó de café) em lixo comum e os outros componentes do refil em lixo reciclável, a ser encaminhado para coleta seletiva de materiais.
Já as cafeteiras de espresso que utilizam sachês dispensam essa separação. Feitos em papel-filtro de fibra vegetal (os mesmos utilizados em chás), os saquinhos podem ser descartados em lixo orgânico sem gerar complicações ao meio ambiente. Exemplo desse tipo de máquina é a Senseo, da Philips. A Master Blenders, empresa responsável pelos sachês da marca Pilão, explicou que o produto é 100% compostável. Além disso, todas as embalagens que protegem o refil são recicláveis.
x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário