Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

Xô, Impurezas!
em: Estética e Beleza
11/01/2016 09:21
 Uma pele bem apresentável é o sonho de todos os homens e mulheres. Para isso, alguns cuidados são fundamentais, a começar pela limpeza.
Recurso eficiente para uma pele renovada, a limpeza desobstrui os poros em profundidade e remove cravos e células mortas. Em alguns casos, ainda elimina os miliuns, aqueles pequenos cistos salientes causados pelo acúmulo de óleo e pele.
Além dos benefícios estéticos, a limpeza estimula a renovação celular, combate o excesso de oleosidade e atua como complemento ao tratamento da acne. Apesar de normalmente ser realizada na face, a técnica também pode ser feita no colo e nas costas. 
Segundo a dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e médica colaboradora nos ambulatórios de Cosmiatria e Acne da Santa Casa de São Paulo, Renata O. Alves, o procedimento aplica-se a todos os tipos de pele, mas requer o uso de produtos adequados para cada um.
A frequência da limpeza depende da pele do paciente. “Enquanto que as mais oleosas e acneicas devem realizá-la a cada 30 ou 40 dias, as secas podem fazê-la com intervalos de dois a três meses”, explica Alves.
Vale lembrar que o processo só deve ser executado por profissionais, em clínicas de estética ou consultórios. Isto porque o treinamento correto os habilita a identificar o que pode ser extraído.
Em relação às práticas caseiras, a especialista alerta: “o procedimento sem a higiene adequada e realizado por pessoas não treinadas pode causar inflamações, infecções e deixar marcas na pele”.
As limpezas vão desde a higienização até a aplicação do filtro solar. O método é igual tanto para as mulheres quanto para os homens, que devem aparar a barba no dia. Abaixo, a dermatologista esclarece as seis fases de uma seção, que dura cerca de uma hora.
• Assepsia: Higienização com produtos desengordurantes. O objetivo é remover maquiagens, cosméticos e até impurezas decorrentes da poluição.
Esfoliação: Um produto abrasivo é espalhado e massageado suavemente para a remoção das células mortas presentes na camada superficial. 
• Extração: Por 10 a 15 minutos, depois de coberta com gaze ou algodão umedecido, a epiderme é submetida a um vapor d’água. Certos locais usam, inclusive, o vapor de ozônio, que tem efeito bactericida. Porém, a ação só é permitida por cinco minutos, já que a inalação prolongada dele pode ser tóxica. Fundamental para abrir os poros, o processo facilita a remoção dos cravos, que pode ser feita manualmente ou com um extrator de comedão. Ao final, um aparelho de alta frequência com efeito anti-inflamatório é utilizado para o fechamento dos poros.
• Massagem: Tem finalidade terapêutica. Vale-se de movimentos suaves e aplicação de cremes hidratantes e calmantes para diminuir a vermelhidão pós-procedimento.
• Máscara: Substâncias com efeito anti-inflamatório são aplicadas na pele e permanecem por 10 a 20 minutos. 
• Filtro Solar: Por fim, é aplicado um filtro com fator de proteção igual ou superior a 30 para garantir que a pele esteja protegida dos efeitos nocivos da radiação solar. Isso evitará, ainda, queimaduras.
Fique atento
Embora a limpeza possa ser feita durante o ano todo, é preciso executá-la com cautela no verão. Isso porque os raios do Sol podem estimular a pigmentação da pele e provocar manchas nos locais tratados.
De acordo com a médica, a prática não é recomendada para a remoção das espinhas, pois a manipulação vai agravar o quadro da acne e deixar cicatrizes. "Primeiro, o paciente deve iniciar o tratamento com o dermatologista para diminuir a inflamação e as lesões. Após o controle da doença, a técnica pode ser realizada a fim de remover os cravos", completa.
O procedimento também é contraindicado para quem possui alergias ou costuma desenvolver irritações com facilidade. Já as gestantes precisam se precaver: o processo só deve ser feito com indicação médica e evitando o uso de produtos prejudiciais a ela ou ao bebê.
Manutenção
Alguns cuidados são essenciais para prolongar os resultados. "Nos primeiros dois ou três dias após a limpeza, o paciente deve utilizar apenas sabonete, protetor solar e cremes hidratantes ou calmantes. Cremes oleosos devem ser evitados, já que tendem a obstruir os poros e facilitar a formação dos cravos", aconselha Alves.
Uma pele bonita exige ações diárias: higienizar o rosto com o sabonete adequado pela manhã e à noite, usar sabonetes esfoliantes uma vez por semana, aplicar protetor solar e nunca dormir com maquiagem.

 
x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário