Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

Torneando o Corpo
em: Mexendo com o Corpo
18/03/2016 09:16
 Atividade altamente versátil, a musculação pode ser usada para emagrecer, para definir e fortalecer os músculos ou até mesmo para tratar lesões.

 
Com grande procura nas academias, os diversos aparelhos desta modalidade são específicos para cada região do corpo. Embora sejam demorados, os resultados aparecerão com o seu progresso nas séries e o aumento de repetições dos exercícios.
Antes de começar os treinos, é essencial conhecer os equipamentos e suas respectivas funções. Assim, você os utiliza conforme seus objetivos e fica atento às lesões que podem causar se usados de forma errada.

+ Exercitando-se com aeróbicos
Não exagere na dose: praticar exercícios em excesso pode ser prejudicial à saúde
+ Musculação na medida certa

• Leg press: se a sua intenção for o fortalecimento de glúteos, coxas e pernas, esse é o apetrecho ideal. Por utilizar cargas, seu corpo desenvolve os músculos da região e consequentemente diminui a flacidez e as gorduras. Ao utilizá-lo, é importante deixar as pernas flexionadas, formando um ângulo de 90 graus para não machucar os joelhos.
• Supino reto: popular entre os homens, a máquina é eficaz na tonificação do peitoral. Já para as mulheres, fortifica os músculos, dando sustentação aos seios. Independentemente do gênero, no entanto, a prática requer cuidados em relação à velocidade das repetições e dos movimentos. O indicado é demorar de dois a três segundos para descer toda a barra e subi-la, a fim de proteger as articulações de danos.
• Abdominal paralela: para definir os músculos da barriga, aposte na abdominal paralela. Ela facilita movimentos mais complexos e eficientes, razão pela qual pode ser utilizada tanto por iniciantes quanto por praticantes avançados. Como é preciso força para se segurar nas barras, a atividade também exercita a região dos braços. Esteja alerta quanto à altura dos joelhos: eles não devem passar do quadril durante as elevações.
• Rosca simultânea: a finalidade é desenhar e aumentar a massa muscular do bíceps, deixando a área bem modelada. Na hora do movimento dos seus cotovelos, é aconselhável mantê-los juntos ao corpo e não jogar o peso para a lombar. Essa cautela impede lesões graves, como hérnia de disco.
• Pulley tríceps: como o nome já diz, o aparelho trabalha o tríceps, mais conhecido por “músculo do tchauzinho”. O movimento de empurrar as alças dele para baixo ajuda a deixar essa parte flácida do corpo mais firme. Durante a realização dos movimentos, é importante não deixar o cotovelo afastado do corpo ou se movimentando para a frente. 
• Puxador de costas: o equipamento malha o músculo posterior do pescoço, aumentando seu tronco e fortalecendo sua coluna. Para usá-lo, é preciso sentar-se no banco e inclinar-se para posicionar a barra atrás do pescoço. Cuidado com os ombros neste exercício, pois podem ser lesionados com o peso que você atribui à barra. Também as costas requerem atenção: elas devem permanecer retas para evitar problemas na lombar.
• Cadeira extensora: classificada como prática de resistência para pernas, tem a função de fortalecer os quadríceps. Sentado na cadeira, você elevará uma carga com os membros inferiores. Por ser um treinamento muito perigoso para a articulação do joelho, é fundamental seguir as recomendações da cadeira para alinhar o corpo, não fazer os movimentos rapidamente nem exagerar no peso a ser levantado.

Dica:
Antes de iniciar a musculação, é importante se submeter à avaliação médica. Lembre-se também de se alongar no começo e no fim de cada aula, de respeitar os limites impostos pelo seu corpo e de exigir sempre o acompanhamento de um profissional da área de educação física, pois o uso incorreto pode provocar lesões corporais. Em pouco tempo, você alcançará os resultados desejados.
x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário