Selecione seu local x
Pesquisar meu local atual

Artigos e Receitasver todas as matérias

Um toque de paisagismo
em: Decoração
13/05/2016 15:30
 Investir no verde, além de embelezar e tornar os ambientes mais agradáveis, valoriza os imóveis

A presença da natureza em sacadas, quintais, fachadas, salas de estar ou de leitura tem se tornado uma opção cada vez mais frequente nas decorações de residências. Com temáticas de jardins de verão a jardins de inverno, existem projetos paisagísticos para agradar a diferentes gostos. Locais que não dispõem de muito espaço têm os jardins suspensos como alternativa. 
Para montar um jardim bonito e aconchegante, não é necessário gastar muito dinheiro nem contratar um profissional. É indispensável, porém, muita criatividade para transformar os ambientes e cuidados na escolha de plantas, acessórios e mobílias.

+ Veja como montar uma mini-horta em casas com pouco espaço
+ Quais são as principais vantagens de ter plantas dentro de casa?

Faça você mesmo
Antes de colocar o paisagismo em prática, vale lembrar que cuidar de plantas, apesar de relaxante, não é tarefa fácil. Mantê-las vivas e saudáveis exige muita dedicação e, se você não tiver tempo para isso, o melhor é abrir mão do jardim.
O primeiro passo é definir o local onde as plantas ficarão e as espécies que serão utilizadas. Nesse sentido, é importante levar em conta a iluminação e a ventilação do ambiente, pois deles dependerá a vitalidade das plantas. Tais fatores definirão qual o melhor estilo de jardim a ser feito e, consequentemente, quais variedades devem ser empregadas. Nessa hora, é importante se controlar: encher o ambiente com todos os tipos de flores e folhagens não é o adequado. Quanto mais simples, melhor!
Dálias, palmeiras, lírios e vincas são ideais para jardins de verão e exprimem o estilo tropical. Em jardins de inverno, samambaias, espadas-de-são-jorge, bromélias de sombra, patas-de-elefante e calêndulas são as mais resistentes e apropriadas ao interior da residência. 
Para criar um ambiente oriental devem ser usados bambus, azaleias e juníperos. Já para conseguir um tom desértico, os cactos são essenciais. Temperos e ervas medicinais também podem ser incluídos na decoração, uma vez que, além do aroma delicado, eles ocupam pouco espaço. As espécies frutíferas, por sua vez, requerem mais espaço e luminosidade plena.
Outra possibilidade para o paisagismo é fazer cercas vivas com hibiscos, orquídeas bambu, pingos de ouro e buchichos. É possível, ainda, usar forrações, como grama, grama amendoim ou rabo-de-gato, para não deixar a terra diretamente exposta. 
A próxima etapa é a escolha dos acessórios. Fontes de água, pedras e materiais descartados devidamente ornamentados podem resultar tanto em objetos funcionais como decorativos. Casas e bebedouros para passarinhos também são bastante populares no paisagismo.
Para finalizar, só falta a inclusão das mobílias. Algumas opções são estruturas feitas de madeira, poltronas, mesas de centro, almofadas de tecidos impermeabilizados e vasos decorados. É importante evitar peças que ofereçam riscos, quebrem facilmente ou se desgastem devido às condições naturais a que ficarão expostas.
 
Dicas para manutenção
• A adubação precisa ser feita de acordo com as exigências de cada planta;
• As podas devem ser realizadas quando as folhagens estiverem grandes ou apresentarem galhos secos e doentes;
• As pragas e os fungos, se ocorrerem, têm de ser combatidos somente com inseticidas naturais (à base de fumo de corda ou alho); e
• A periodicidade da irrigação varia de acordo com as espécies. Lembre-se de que tanto a falta quanto o excesso de água pode matar as plantas.
x

URL



Redes Sociais

Email

x
Seu nome
Seu email
Comentário